segunda-feira, 9 de março de 2009

[#73] [poema mutante] Meu Coração Wolverine

s4br 2008©
Night in Mexico City
Sons e luzes em meio a escuridão...

TENHO um coração 'Wolverine',
Protegido por 'Adamantium', duro e frio,
Que a cada golpe sofrido, a cada nova paixão,
Segue vivo a pulsar, renascido.

Fator de cura, genes modificados,
Envolto em ilusões, sou um ser solitário,
Mutações sentimentais, o encontro marcado,
De um super-herói sem glórias, outrora despedaçado.

Em densa floresta de sonhos, refugiado,
Grito por socorro, sufoco as lágrimas,
Busco acelerar a melhora, um remédio,
Poção mágica, pílula azul, o que seja!

E eis que ouço ao longe tua voz,
Recobro a consciência, recupero a visão,
E com toda atenção deste mundo, te pergunto:
Por quem cantas, será por mim, será por nós?


5 comentários:

Anônimo disse...

Acelero meu veículo em direção a... A onde mesmo? Sabe-se lá! (Nos dois sentidos: "não sei" e "saberei ao chegar").

Não é a única coisa que não sei. Continuo sem saber como começou ou quando vai começar. O sentido é um só, mas as direções são desconhecidas.

Se quase nada faz sentido, resta-me sentir (já que sentido não mais estou).

Anônimo disse...

Acelero meu veículo em direção a... A onde mesmo? Sabe-se lá! (Nos dois sentidos: "não sei" e "saberei ao chegar").

Não é a única coisa que não sei. Continuo sem saber como começou ou como vai acabar. E se vai acabar...

O sentido é um só, mas as direções são desconhecidas.

Se quase nada faz sentido, resta-me sentir (já que sentido não mais estou).

Anônimo disse...

Favor apagar o primeiro comentário (e esse, claro).

A frase "Continuo sem saber como começou ou quando vai começar." não faz sentido...

Sei que quase nada faz. Pode falar a verdade: eu não fico sentido.

Tigresa disse...

" Sem querer eu olhei em seus olhos
Sem saber segurei suas mãos
E começou assim
Um longo silêncio entre nós ..."


Sempre por nós, sempre sonhando, sempre sentido que pode haver luz nos mais escuros dos escuros.

Tigresa disse...

Deixe-me corrigir:

Sempre por nós, sempre sonhando, sempre sentido que pode haver luz quando o escuro está mais escuro.